Menu

Fique Por Dentro

11 de abril de 2018

No Centro-Oeste do Estado, Dinis volta a defender o fim de regalias para políticos e autoridades

Um modelo austero e eficiente de gestão pública para o Estado foi defendido pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa Dinis Pinheiro, durante reunião com cerca de 200 lideranças, na noite dessa terça-feira (20/03), na sede regional da Fiemg, em Divinópolis. O evento foi realizado pelo deputado estadual Fabiano Tolentino. 
 
Dinis relembrou sua atuação frente à presidência do Legislativo mineiro quando, segundo o ex-deputado, implementou o maior pacote ético da história da Assembleia, reduzindo despesas ao extinguir privilégios pagos aos deputados estaduais. Para Dinis, medidas de austeridade no serviço público são prova de respeito ao cidadão.
 
“Isso é dever e obrigação. O exercício da política deve ser decente, honrado e, acima de tudo, com respeito à população. Grande parte dos políticos e autoridades perdeu o respeito pelas pessoas”, destacou Dinis.
 
Fim de regalias
 
Entre 2011 e 2014, período em que presidiu a Assembleia, Dinis acabou com o 14º e 15º salários dos deputados, aboliu o auxílio-moradia, sepultou o pagamento aos deputados por participação em sessões extraordinárias e instituiu o voto aberto em todas as sessões.
 
“O combate aos privilégios na administração pública não pode se resumir apenas a discursos e oportunismos eleitoreiros, mas deve ser fundamentado em realizações concretas. O dinheiro dos impostos das pessoas deve ser tratado com muita seriedade e jamais ser usado para bancar privilégios de autoridades”, afirmou Dinis.
 
Percorrendo Minas Gerais
 
Desde o início de 2015, Dinis tem debatido ideias por todo o Estado. Nos últimos três anos, o ex-presidente da ALMG visitou cerca de 500 municípios de Minas Gerais. O objetivo das visitas é vivenciar de perto o dia a dia dos mineiros em cada cidade e compreender as diversas particularidades de cada lugar do Estado.