Menu

Fique Por Dentro

28 de junho de 2018

Mineiro vai eleger mineiro, disse Dinis em evento que confirmou sua adesão à chapa de Anastasia



Durante anúncio da adesão da pré-candidatura de Dinis Pinheiro ao Senado na chapa encabeçada por Antonio Anastasia, nesta quinta-feira (28/06), o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais subiu o tom em relação à transferência de domicílio eleitoral de Dilma Rousseff (PT), que pretende disputar as eleições por Minas Gerais.

“Aqui não é Amapá não gente, é Minas Gerais. É terra de JK, Tancredo, Milton Campos, aqui não é nenhuma senzala, nenhum curral eleitoral. A vida política tem que ser feita por princípios, e não por conveniência, não por atitudes oportunistas.”

Dinis ressaltou ainda que considera oportunista a candidatura da petista pelo estado mineiro, já que Dilma passou a maior parte da vida no Rio Grande do Sul. “A vida política tem que ser feita por princípios, e não por conveniência, não por atitudes oportunistas. O mineiro vai rechaçar isso com muita força e veemência. Mineiro vai eleger mineiro”, completou.

Municipalismo

Como pré-candidato ao Senado, Dinis disse que passou da hora de Minas Gerais ter um líder municipalista, que defenda com galhardia as pautas dos municípios. “Em Brasília, encarando os problemas de frente, vamos propor leis para recuperar a esperança e trazer a confiança de volta. Temos que fortalecer os nossos municípios, acabar com as mordomias nos Três Poderes e investir aqui, nas pessoas. É hora de agarrar o nosso direito de voto e acreditar em Minas Gerais”, finalizou.

O evento realizado pelo Solidariedade, em Belo Horizonte, declarou oficialmente apoio à pré-candidatura do senador Antonio Anastasia (PSDB) ao Governo de Minas Gerais. O deputado federal Zé Silva, presidente estadual da legenda, comandou o encontro que contou com a presença de deputados e lideranças do PP, PPS, PR, PSC, PSD, PSDB e PTB.

Percorrendo Minas Gerais
 
Desde o início de 2015, Dinis tem debatido ideias por todo o Estado. Nos últimos três anos e meio, o ex-presidente da Assembleia Legislativa visitou cerca de 500 municípios de Minas Gerais. O objetivo das visitas é vivenciar de perto o dia a dia dos mineiros em cada cidade e compreender as diversas particularidades de cada lugar do Estado.