Menu

Fique Por Dentro

19 de março de 2018

Dinis afirma que já passou da hora da administração pública ter um olhar de verdade por Minas Gerais

O sábado, 17 de fevereiro de 2018, em Belo Horizonte, foi de debate de ideias para tirar o Estado da situação difícil em que se encontra. No congresso A Nossa Voz, realizado no bairro Bandeirantes, região da Pampulha, o ex-presidente da Assembleia Legislativa Dinis Pinheiro afirmou, juntamente com cerca de 400 lideranças de diversos setores, que Minas Gerais e o Brasil precisam urgente de uma faxina ética e moral e de uma revolução de valores. O evento foi promovido pelo vereador Professor Wendel Mesquita.

“O que estamos vendo em Minas Gerais? Um governo tributarista, desnorteado, ausente, que não tem uma agenda de desenvolvimento e que está sufocando cada vez mais os trabalhadores. Esse governo estadual tem alergia à austeridade. Mas estamos aqui para reagir, fazer algo diferente e vamos fazer. Vamos dar brilho a Minas Gerais. Não tem segredo para governar. O grande segredo é ter coragem moral para fazer o que é certo, correto e ético”, destacou Dinis.

De acordo com o ex-presidente da ALMG, Minas Gerais precisa ser renovada e reconstruída. Para Dinis, cada cidadão deve ter senso de responsabilidade e contribuir na construção de um Estado e um país sem privilégios e mordomias na administração pública, com governantes que tenham respeito pela população.

“Minas Gerais está ansiosa por um novo padrão ético e moral, pelo progresso, novas possibilidades e por uma prática administrativa diferente, empreendedora, moderna e que possa fazer o Estado ter um desenvolvimento social e econômico vigoroso e consistente”, enfatizou Dinis ao reforçar que “estamos precisando de gente que tenha a ficha limpa, seja verdadeiro, honesto e que tenha caráter. É por isso que acredito muito nos mineiros para juntos renovarmos Minas Gerais” disse Eunício.

Percorrendo Minas Gerais

O ex-presidente da ALMG Dinis Pinheiro tem debatido ideias por toda Minas Gerais. Nos últimos três anos, Dinis visitou cerca de 500 municípios do Estado. O objetivo das visitas é vivenciar de perto o dia a dia dos mineiros em cada cidade e compreender as diversas particularidades de cada lugar de Minas Gerais.