http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site5.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site4.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site3.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site2.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site1.jpglink

Criada por Dinis Pinheiro, Bolsa Reciclagem completa dois anos

Dinis se reuniu com catadores para celebrar o sucesso da Bolsa Reciclagem Dinis se reuniu com catadores para celebrar o sucesso da Bolsa Reciclagem Alexandre Almeida/Assessoria de Comunicacao

Sensível ao perceber o positivo impacto ambiental proveniente do trabalho dos catadores de material reciclável e diante da necessidade de garantir emancipação financeira a esse trabalhadores, Dinis Pinheiro (PP) criou a Bolsa Reciclagem. Dois anos se passaram desde sua sanção e mais de 1.200 catadores já foram beneficiados. Para comemorar o aniversário do projeto, a Assembleia Legislativa, em parceria com o Centro Mineiro de Referência em Resíduos e com o Fórum Estadual Lixo e Cidadania, promoveu, no dia 19 de novembro, uma reunião especial seguida de um almoço de confraternização entre os catadores e membros do poder público.

No evento realizado no Plenário da Assembleia foi apresentado um relatório com os resultados da pesquisa de impacto do Bolsa Reciclagem. Houve apresentação às autoridades do Estudo do Impacto da Política Bolsa Reciclagem na Inclusão Socioprodutiva dos Catadores e entrega simbólica do pagamento dos dois semestres da Bolsa às Comissões de Catadores. 

Da autoria de Dinis Pinheiro, o projeto de lei (PL) 2122/2011, sancionado pelo governador Antonio Anastasia no dia 22 de novembro de 2011, instituiu o pagamento de um valor mensal pelo poder público ao catador de material reutilizável e reciclável, como forma de incentivo pelo serviço ambiental prestado à cidade e à sociedade como um todo.

A bolsa é destinada aos trabalhadores organizados em associações e cooperativa que vivem com renda familiar abaixo da linha da pobreza (R$ 140 por pessoa ao mês) ou da pobreza extrema (R$ 70 por pessoa ao mês). Os recursos financeiros da bolsa serão destinados às cooperativas de catadores de material reciclável e distribuído aos cooperados, de acordo com o volume de material recolhido por cada um. “É um instrumento de emancipação do catador, que promove a dignidade, eleva a autoestima e dá a essas pessoas condições de criarem suas famílias e de terem um futuro muito melhor”, afirmou o presidente do Parlamento Mineiro. 

Dinis Pinheiro, durante seu discurso de comemoração dos 2 anos da política Bolsa Reciclagem, destacou a importância do projeto ao promover a inclusão social de maneira direta, através do trabalho. "Nós só temos um caminho. Avançar cada dia mais. Porque o espírito do Bolsa Reciclagem é genial, através de seus mecanismos de inclusão social, se apresentando como instrumento fabuloso de erradicação da miséria. É pra isso que estamos aqui, para levar a paz social para todos, na construção de uma sociedade mais cristã e generosa. Este é, portanto, um momento muito significativo desta minha pequenina vida pública", concluiu. 

Última modificação emSexta, 25 Julho 2014 19:28

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.