http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site5.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site4.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site3.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site2.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site1.jpglink

Dinis afirma no Norte de Minas ser preciso acabar com as desigualdades sociais e econômicas no Estado

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais Dinis Pinheiro participou, nesta sexta-feira (17/11), de encontro da Associação Mineira de Municípios (AMM) em Catuti, no Norte de Minas. 
 
Dinis cobrou mais atenção do governo do Estado à região e destacou a importância de medidas que promovam maior igualdade entre as diferentes regiões de Minas Gerais.
 
“O ICMS Solidário foi uma dessas importantes medidas estruturantes. Apenas em Catuti, houve um ganho de R$ 258 mil ao ano. Em Janaúba, um acréscimo de R$ 1 milhão. Em Montes Claros, foram R$ 3,3 milhões graças ao ICMS Solidário. Em Monte Azul, foram R$ 498 mil. Em Mato Verde, R$ 287 mil ao ano. Em Mamonas, R$ 209 mil”, afirmou Dinis.
 
De autoria do então deputado estadual Dinis Pinheiro, a Lei do ICMS Solidário entrou em vigor em 2011. Ela amplia o repasse de recursos aos municípios que apresentam menores índices de arrecadação de ICMS per capita, beneficiando, em especial, as regiões mais carentes de Minas Gerais. 
 
Estavam presentes no encontro dezenas de prefeitos, entre eles o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, e o prefeito de Catuti, Zinga, deputados, vereadores e demais lideranças da região.
 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.