http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site5.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site4.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site3.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site2.jpglink
http://dinispinheiro.com.br/images/banners/banner site1.jpglink

Dinis participa de encontro com lideranças da região de Ouro Branco

Prefeitos de Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, Congonhas e Ritápolis destacaram a liderança de Dinis, ao lado do ex-secretário Danilo de Castro
 
 
O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais Dinis Pinheiro esteve, nessa quinta-feira (19/10), em Ouro Branco, em encontro com lideranças políticas da região. Acompanhado do ex-secretário estadual de Governo Danilo de Castro, Dinis foi recebido pelo prefeito Hélio Campos (PSDB).
 
Diante de prefeitos e lideranças de mais de 40 municípios da região, Hélio destacou a trajetória de Dinis, em especial seu período à frente do Legislativo mineiro.
 
“Foi na gestão Dinis que houve o fim do voto secreto, o corte do pagamento de 14º e 15º salários dos deputados, a extinção do pagamento por participação em sessões extraordinárias. É uma grande liderança”, afirmou Hélio.
 
Também destacaram a liderança e a trajetória de Dinis o presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (Amalpa) e prefeito de Conselheiro Lafaiete, Mário Marcus (DEM), o presidente da Associação dos Municípios da Microrregião dos Campos das Vertentes (Amver) e prefeito de Ritápolis, Higino de Sousa (PSDB), e o prefeito de Congonhas, Zelinho (PSDB). O deputado estadual Glaycon Franco (PV) também compareceu ao encontro.
 
Desenvolvimento e compromisso
 
Em sua fala, Dinis destacou a necessidade de um novo ciclo de desenvolvimento no Estado e cobrou o Governo de Minas por sua omissão nos repasses financeiros aos municípios, prejudicando a prestação de serviços à população.
 
“No mês de outubro, o Governo do Estado voltou a se apropriar de recursos municipais, ao não transferir os valores do ICMS. Uma gestão que atrasa o pagamento de seus funcionários. Que não repassa o dinheiro do transporte escolar, prejudicando a educação. Um governo que deve cerca de R$ 6 bilhões na área da saúde a municípios e entidades filantrópicas”, lamentou Dinis.
 
Após o encontro, Dinis e o ex-secretário Danilo de Castro acompanharam o prefeito Hélio Campos em visita ao 33º Festival da Batata, tradicional festa da região.

 
Última modificação emSexta, 20 Outubro 2017 12:57

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.